SAIBA OS EFEITOS DA MISTURA DE ÁLCOOL COM MEDICAMENTOS | FAZ MAL? | O QUE É LENDA E O QUE É VERDADE? |







Sempre nos perguntamos, será possível consumir bebida alcoólica quando estamos tomando algum remédio? Que efeito isso pode ter? Faz mal?

A maioria dos médicos recomenda, de maneira geral a não ingestão de álcool com medicamentos. Porém nem todos os remédios quando consumidos com álcool causam danos ao organismo.

Segundo a assessora técnica do Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo, farmacêutica Amouni Mourad, existem remédios que interagem com álcool nas principais classes de drogas, e cada organismo reage de forma diferente à mistura. Assim, na dúvida, o mais seguro a fazer é não consumir álcool usando medicamentos.

A professora do curso de farmácia da Unicamp, Patricia Moriel, cita que apenas 17% dos medicamentos podem causar efeitos maléficos ao serem misturados com álcool, sendo que desses, 15% podem causar interações graves, podendo levar a morte.

Um estudo realizado na Itália realizado em 2002, com 22.778 indivíduos adultos, concluiu que o uso moderado de álcool está ligado ao aumento de 24% no risco de reações adversas a medicamentos. Foi observado que os efeitos foram mais freqüentes no sexo feminino do que no masculino, sendo mais comuns os problemas gastrointestinais, seguidos por complicações hormonais, alergias e arritmias cardíacas.

O  psiquiatra do Centro de Informações sobre Saúde e Álcool, Arthur Guerra, cita ainda que não tem lógica utilizar a energia do corpo que já está debilitado devido a uma doença, infecção ou inflamação para metabolizar o álcool.

No caso de antibióticos, de acordo com Antônio Carlos Lopes, presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, a história de que o álcool corta o efeito desse medicamento não é verdade. Se a pessoa toma o remédio pela manhã ou à tarde, não há problema em ingerir álcool à noite. O grande risco está no consumo exagerado.

Um cuidado especial deve ser tomado em relação aos antidepressivos e calmantes, que possuem uma combinação perigosa quando combinados com o álcool. O uso de calmantes benzodiazepínicos, juntamente com esta bebida, pode levar a insuficiência respiratória, aumentar o efeito sedativo e possui um grande risco de levar ao coma.

Clique na figura abaixo para verificar os efeitos da combinação dos medicamentos com o álcool.

Fonte: Conselho Regional de Farmácia do estado de MG: http://www.crfmg.org.br/.  Folha de São Paulo | 21/06/2011

Visite nossa página http://tododiasaude.com e consulte as últimas notícias  na área da saúde, beleza, corpo, comportamento e bem estar.